Curso Online Sobre Feminismo: Por Que Lutamos?
Introdução

Apresentar o feminismo enquanto pensamento filosófico e político e prática social em suas múltiplas dimensões, ora abordando temas generalizantes, ora articulando subtemas à apresentação de personalidades importantes para a construção do pensamento e da prática feministas. O objetivo geral é apresentar algumas das principais correntes, autoras e conceitos do feminismo a um público não necessariamente familiarizado com o tema.

Aulas e Horários (ver detalhes)

Aula 1. Feminismo: por que lutamos?

Terça-feira dia 12/5 às 14 horas

Ementa da aula: Introdução geral ao curso e ao feminismo enquanto teoria e prática que visam à libertação das mulheres.

Professora:  Manuela D’Ávila

Mediadora: Carina Vitral

 

Aula 2. Caixa de ferramentas: conceitos fundamentais

Quinta-feira dia 14/5 às 14 horas

            Ementa da aula: Apresentação dos conceitos contemporâneos fundamentais da teoria feminista, tais como feminismo, patriarcado, divisão sexual do trabalho, gênero, machismo, sexismo, igualdade e desigualdade, diversidade, feminismo liberal, feminismo socialista

            Professora:  Mariana Venturini       

Aula 3. O feminismo no Brasil – uma perspectiva histórica da lutas das mulheres brasileiras

Terça-feira dia 19/5 às 14 horas

Ementa da aula: apresentação do desenvolvimento do feminismo no Brasil. De Nísia Floresta (sec. XIX aos nossos dias). A luta pelo reconhecimento da cidadania, o abolicionismo, o sufragismo, luta pelo direito à educação, direitos civis, direitos reprodutivos e sexuais, direito ao trabalho, direito à participação na política.

Professora:  Maria Lygia Quartim de Moraes 

Aula 4. O sufragismo e a conquista do direito ao voto no Brasil

Quinta-feira dia 21/5 às 14 horas

Ementa da aula: apresentação dos debates dos movimentos de mulheres há um século. Nas décadas de 20 e 30 do século XX no Brasil. Quem foi Leolinda Daltro, Bertha Lutz, Carlota Pereira, Mietta Santiago, Alzira Soriano, Antonieta de Barros.

            Professora:  Ana Prestes

Aula 5. Pensamento feminista negro: o poder da interseccionalidade

Sexta-feira dia 22/5 às 14 horas

Ementa da aula: Pretende-se apresentar o feminismo negro no contexto brasileiro, a partir da perspectiva interseccional que incluem a raça, gênero e classe na formação do pensamento. Tem o objetivo de discutir as produções teóricas de Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Beatriz Nascimento, Jurema Werneck . 

            Professora:  Olivia Santana

Aula 6. Alexandra Kollontai e Clara Zetkin: as feministas russas e os conceitos de gênero, família, trabalho e Estado na emancipação das mulheres

Terça-feira dia 26/5 às 14 horas

            Ementa da aula: Apresentação das revolucionárias Alexandra Kollontai e Clara Zetkin e do debate marxista sobre as relações de poder dentro das famílias e o papel do Estado na superação deste fenômeno, o papel do trabalho na emancipação das mulheres: conceito de trabalho, divisão social do trabalho, divisão sexual do trabalho, trabalho produtivo e trabalho reprodutivo na reprodução do capital.

            Professora:  Marcia Campos

Aula 7 : Mulheres na Ciência: avanços e perspectivas das cientistas no Brasil

Quarta-feira dia 27/05 às 14 horas

             Ementa da aula: Apresentação dos avanços científicos liderados por mulheres no Brasil e os casos mais emblemáticos no mundo. Quem foi Johanna Dobereiner e quem são as cientistas brasileiras que estão fazendo história hoje. Quais as dificuldades de ser mulher e cientista no Brasil.

Professora: Mariana Moura 

 Aula 8. Pagu: Liberdade sexual feminina, opressão e diversidade.

Quinta-feira dia 28/05 às 14 horas.

Ementa da aula: Apresentação da modernista, feminista e revolucionária Patrícia Galvão e sua obra, abordando sobretudo sua liberdade sexual e as opressões que sofreu dos próprios companheiros de PCB por conta disso. O papel da sexualidade feminina e da opressão das mulheres em suas obras; e o debate sobre liberação e diversidade sexual hoje;

Professora:  Natália Trindade 

Aula 9. Angela Davis e Lélia Gonzalez e a imbricação entre gênero, classe e raça

Sexta-feira dia 29/5 às 14 horas

            Ementa da aula: apresentação da vida e da obra de Ângela Davis e da Lélia Gonzalez, com foco no debate sobre mulher, classe e raça, e de que maneira operam esses entrelaçamentos (interseccionalidades, imbricamento ou consubstancialidades, a depender da matriz teórica)

            Professora:  Daniele Costa

Aula 10. Feminismo e o marxismo: desafios, encontros, desencontros e diversidade

Segunda-feira dia 1/6 às 14 horas

Ementa da aula: Discutir a relação entre feminismo e marxismo considerando em especial formatações de diferentes feminismos na contemporaneidade que se subsidiários do marxismo são críticos a algumas modelagens e conceitos em especial em textos clássicos. A ideia é discutir sobre os conceitos de classe; identidade, reprodução e apresentar as críticas e propostas do feminismo dos 99% e as perspectivas decoloniais e em que medida elas se aproximam e se afastam do ideário do feminismo emancipacionista.

Professora: Mary Castro

Aula 11. Helleieth Safioti: gênero, patriarcado e violência

Terça-feira dia 2/6 às 14 horas

Ementa da aula: apresentação da vida e da obra de Helleith Saffiotti — autora do primeiro grande clássico do feminismo marxista brasileiro, ainda em 1967, e figura icônica do feminismo de esquerda no Brasil — com foco no debate sobre mulher, classe e raça, e de que maneira operam esses entrelaçamentos (interseccionalidades ou consubstancialidades, a depender da matriz teórica)

            Professora:  Dani Balbi

Aula 12: Trabalho, logo existo: perspectivas feministas

Quinta-feira dia 4/6 às 14 horas

Ementa da aula: Apresentação sobre o trabalho no centro das relações de gênero: janela aberta para o mundo social, suas hierarquias, clivagens e tensões, mas também suas mutações e transformações. As violências cometidas contra as mulheres e suas consequências sobre o acesso ao emprego, como o corpo e a sexualidade encontram seu prolongamento no mundo do trabalho e atingem as dimensões de gênero, classe e de raça.

            Professora:  Ana Rocha

Aula 13. Mary Wollstonecraft e o direito à educação não-sexista

Sexta-feira dia 5/6 às 14 horas

            Ementa: Apresentação da vida e da obra da inglesa Mary Wollstonecraft, em cujo livro Reivindicação dos Direitos da Mulher, ainda no século XVIII, defendia os direitos das mulheres a uma educação libertadora, à livre expressão artística, e muitos das bandeiras que, a despeito do massivo acesso das mulheres à educação formal, permanecem atuais, uma vez que o sistema educacional ajuda a reproduzir os padrões de gênero.

            Professora:  Lucia Rincón

Aula 14: Loreta Valadares e o feminismo emancipacionista

Segunda-feira dia 8/6 às 14 horas

Ementa da aula: as vitórias dos movimentos de mulheres na incorporação da agenda feminista em várias organizações, governamentais e não governamentais. A assimilação do conceito de gênero nas proposições políticas e na elaboração de políticas públicas. O legado de Loreta Valadares para um feminismo que enxerga a divisão sexual do trabalho, a opressão de classes e a esperança no socialismo para o fim da discriminação de gênero.

Professora:  Jô Moraes

Aula 15. As mulheres em defesa da vida no combate ao coronavírus no Brasil e no mundo

Terça-feira dia 9/6 às 14 horas

            Professora:  Edna Costa


Aula 16. Simone de Beauvouir e o septuagenário O Segundo Sexo

Quarta-feira dia 10/06 às 14 horas

            Ementa da aula: apresentação da vida e da obra de Beauvoir, seu impacto no movimento feminista, e o significado do lançamento de O Segundo Sexo em 1949 considerada obra seminal do feminismo contemporâneo — para os dias de hoje.

            Professora:  Marlise Matos (UFMG)

Formulário de inscrição



Curso Online Sobre Feminismo: Por Que Lutamos?

doacao castro alves